Caio Rabisco nasceu em 12 de maio de 1993 e pratica BMX desde 2008. Nestes anos se dedicou mais a modalidade street park, porém também pratica as modalidades real street, dirt jump, vertical e Megarampa.

Confiram a entrevista com Caio Rabisco realizada pelo BMX20 e a sessão de fotos com o fotógrafo Diego Dantas.

Nome: Caio de Oliveira Sousa “Rabisco” 

Local: São Bernardo do Campo – SP

Idade: 23

Tempo de bmx: 8 anos. 

Tempo como profissional: 4 anos

Quadro: Protótipo de novo modelo da Mob. 
Garfo: Mob El Tenedor. 
Guidão: Mob Big Bar 8,5
Direção: Mob Head Bang Alta 

Mesa: Mob Fuss 
Manopla: Fly Devon 
Barends: Odyssey de plástico. (O melhor). 
Canote: Fly tripod 135mm 

Banco: Fly Etnies tripod. 
Pé de Vela: Demolition Revolt 170mm.
Caixa Central: Mob 
Coroa: Mob D2 Ring 28 dentes 

Corrente: Fly Tractor 
Pedal: DaBomb bikes. 
Aro Diant: Mob ONE. 
Aro Tras: Fly Lunar. 

Cubo diant: Colony Wasp. 
Cubo Tras: Freecoaster Colony LHD. 
Pneu Diant: KHE Dirt Mac2. 
Pneu Tras: KHE Street Mac2+. 

Camera: Pirelli sem remendo (fica mais leve, rs).
Raios: Mob Bike Inox 185mm. 
Pedaleiras: Mob STR de plástico. 

Bmx20: Existe alguma alteração que você tenha feito?
Rabisco: Da minha última bike!? MUITAS! Este novo quadro é um protótipo com medidas completamente diferentes do STR (quadro que eu usava). Basicamente o que escolhi manter foi o tamanho do Top Tube com 20.7 sendo ainda  0.05” menor que o STR. Outras medidas como altura do canote, traseira, e altura do central foram totalmente alteradas. Tendo agora uma traseira mais curta e muito mais baixa. 13,25″ de traseira, 11,5″ de altura da central do chão, e 7,5″ de altura no canote. “Sempre gostei de manobras de borda e uma bike mais baixa e curta facilita em muitas manobras”.

O pé de vela escolhi deixar um pouco mais curto, de 175mm que usava passei a usar o 170mm. “Mas só 5mm faz diferença?” Faz muita. Seus pés ficam um mais próximo do outro na bike, facilitando para muitas manobras e variações em todos os terrenos que andamos.

O guidão uso um BIG BAR 8,5″ não sei exatamente a medida lateral, sempre que pego um novo corto um dedo de cada lado.

Na caixa central tenho uma arruela de pneu que faz com que o pé de vela não fique girando quando faço alguma manobra.

E também as pedaleiras, nylon é estranho demais. (Não faz barulho) Mas estou gostando.


Bmx20: Que cor maluca é esta Caio, como você conseguiu isso?
Rabisco: Bom sempre gostei de ter bikes diferentes, cores que ninguém tem e sempre procurando deixar ela o mais bonita possível. Essa cor é um laranja muito louco. No sol fica mais pro vermelho, sem sol fica bem laranjão. A idéia da pintura foi com o mano @dom_bmx, um “tiozão” da nova geração de SBC. Levei as peças para oficina dele e quando fui buscar quase cai pra trás. Ficou MUITO LOUCA! Tudo com mesmo estilo. SEM TER PADRÃO NENHUM.
Se você estiver afim de uma bike nessa linha de pintura, segue ele que ele vai te atender da melhor forma.

Bmx20: Descreva a sua bike para nós?
Rabisco: Bom minha bike globaliza todos os terrenos, eu ando em literalmente tudo. Park, Dirt, Vert, street, Mega… Essa nova angulação e tamanho fizeram com que ela ficasse mais ágil, manobras de giro vem mais fácil porém tem a questão que ela fica mais arrisca em saltos longos, mas tudo isso é questão de costume. Nessa 1ª semana de role com ela já dei alguns roles que me deixaram bem contentes. Agora, quanto mais eu andar, mais confiante vou estar em cima dela.

Bmx20: O que você mais gosta na sua BMX?
Rabisco: De segurar no guidão, por os pés nos pedais e escutar o barulho dos pneus no chão. (Freecoaster não tem barulho). Hahaha

Bmx20: Quantos “psi” você costuma usar nos pneus?
Rabisco: Já usou um KHE? Oitentinha faz com eles fiquem daquele jeito. \O/

Bmx20: Você já esta na MOB há um tempo, como anda esta parceria?
Rabisco:  
Entrei na MOB no início de 2014, meu primeiro ano como profissional, de lá pra cá tive grandes conquistas e algumas baixas (cirurgias). O Willyen e todo o time da MOB sempre esteve ao meu lado. Para este ano, novos projetos, videos e muita coisa boa está chegando. Aguardem.

Bmx20: Quais são seus planos para o BMX este ano?
Rabisco:  2017 é o ano onde a história do BMX está sendo refeita pelo mundo inteiro. BMX nas Olimpíadas, esse é o maior acontecimento que está em pauta em muitas reuniões mundo a fora. Com isso, grandes eventos estão se formando pelo mundo todo, abrindo um circuito mundial de várias modalidades. Estou em busca de estar presente em boa parte desses eventos que se espalha pela Europa e América do Norte.

Já aqui no Brasil, ainda que com muitas dificuldades, temos apenas dois eventos que podemos contar no Calendário, o Arena Banks que este ano está para acontecer a 4ª edição aqui em SBC, e o BSS tour que ano passado foi o maior sucesso em todas as 5 paradas que tivemos pelo Brasil inteiro. Para 2017 o tour poderá ter mais que 5 etapas; estamos no aguardo da organização para anotar no bloco de notas. Hahaha

OBS. Alguns anos atrás existia campeonato pelo Brasil inteiro que a cada ano que passou foram sumindo, se você quer ver nosso esporte aparecer mais, precisamos mostrar ele mais. Junte seus amigos, façam o que nunca foi feito na sua cidade. O Arena Banks se vocês não sabem é um evento 100% organizado por atletas de BMX aqui de SBC. Ninguém ganha 1 centavo e as vezes ainda põe uma grana do bolso. Tudo isso pelo BMX, pelo o que amamos. Ajudem o BMX acontecer em todos os terrenos e em todos os lugares do nosso Brasil.

Bmx20: O que você faz quando não esta andando de BMX?
Rabisco: Quando não ando de bike faço tudo para me manter andando de bike. Durmo muito. Tenho um sério problema com o relógio, até ele marcar 11:00 da manhã. Depois que acordei, tenho uma “rotina”, academia, fisioterapia, reuniões e sempre que não tenho nada pra fazer em SBC, vou na Dream BMX para passar o tempo.

Bmx20: Estamos em período onde muitos atletas estão se preparando para a temporada BSS TOUR deste ano. Como está sendo este período para você?
Rabisco: Não estou me preparando para temporada do BSS, me preparo para o que estiver por vir. Tenho minha rotina de treinos onde ando 5/6 vezes na semana, buscando sempre andar em lugares onde tenho companhias que me ajudem a puxar o nível. Tem seis meses que em São Bernardo do Campo foi inaugurado o Cajuv Bike Park, o maior centro de treinamento de BMX nacional. Ando lá três vezes na semana para aprimorar a cada dia mais minhas velhas manobras e aprender algumas novas. Lá temos uma caixa de espuma, spine e quarter com “resina”, que nos ajuda muito para treinar novas coisas. Além do Cajuv tenho a pista de SBC (Paraiso), temos quase todo tipo de rampa na pista. Procuro andar na pista de 2 a 3 vezes na semana com preferência em quarta, sexta e domingo que o role é de noite.

Bmx20: Alguns planos para viagens internacionais?
Rabisco: Sim, já estou me preparando para uma tour na Europa no mês de maio para participar de vários eventos, dentre eles o Fise, Vans Pro Cup e outros que ainda estão para confirmar as datas. Também terá o X Games em Minneapolis no EUA que pretendo estar presente em busca de uma vaga quem sabe neste ano, quem sabe nos próximos!? Sonhar não mata.

Bmx20: Como as pessoas podem acompanhar o seu trabalho?
Rabisco: @caiorabisco em TUDO! Da um salvão lá rapa!.

Bmx20: Sabemos que tem vídeo novo vindo por ai, pode falar sobre ele?
Rabisco: Uma única coisa: o video vai pegar FOGO!

Bmx20: Algum agradecimento?
Rabisco: Em especial às duas empresas que hoje mantém uma boa parte do meu sonho vivo, a Dream Bmx e a Mob Bike, que juntas me proporcionam a melhor bike fazendo que todo dia que acorde e olhe para ela tenha vontade de andar e evoluir cada vez mais.
Outros agradecimentos vão a todos meus outros apoiadores, que da melhor forma possível me mantém abastecido com o melhor material do mercado.
Agradecer também ao Diego Dantas pelo trabalho realizado nas fotos, que por sinal ficaram FO…! E também ao BMX 20 pelo espaço cedido para mostrar minha nova “Danada”!